terça-feira, 28 de abril de 2015

Resenha: A metamorfose - Franz Kafka

Título: A metamorfose
Autor: Franz Kafka
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 96










Oi amores! Hoje trouxe um livro completamente diferente dos que já li e compartilhei por aqui. A metamorfose é uma novela de Franz Kafka que me surpreendeu muito. É um livro pequeno, e a edição que eu comprei tem as letras bem grandes, então devorei o livro rapidinho. Além disso o que eu gostei muito dessa edição é que no final tem algumas páginas dedicadas à falar sobre o livro que você acabou de ler e também sobre o autor, o que me ajudou muito a criar um contexto ao redor dessa obra, como ela foi escrita e sua influência.

 "Tudo o que não é literatura me aborrece"
- KAFKA, Franz

Foi meu primeiro contato com a escrita do Kafka e eu amei, principalmente porque foi diferente de tudo o que já li. O que eu sabia era que o personagem principal (Gregor) acordava metamorfoseado em um inseto e depois disso a família tem que aprender a lidar com a nova situação, mas o livro vai além disso. Confesso que terminei o livro com raiva da família do Gregor, mas depois de algum tempo meio que entendi, a narrativa, apesar de ser em terceira pessoa, nos aproxima do ponto de vista do Gregor e por isso é tão fácil ficar do lado dele. Mas a questão é que essa metamorfose mudou tudo naquela família e afetou o lado financeiro e emocional, uma avalanche de sentimentos vindos de todos os lados, nojo, amor, medo, aflição, saudade, é jogada na direção do leitor.

É uma narrativa que choca principalmente porque o Kafka escreve com indiferença, e isso choca bastante. Mesmo depois da metamorfose, o leitor continua a enxergar no Gregor uma pessoa e por isso a maneira como ele é tratado pela própria família me deixou muito indignada e acredito que outras pessoas que leram também tenham se sentido assim. Bom, como já disse, foi uma leitura diferente pra mim e meu primeiro contato com o autor, tudo o que é novo gera um certo estranhamento, mas no final foi uma ótima leitura e pretendo ler outras obras do Kafka.